Tecnologias realmente sustentáveis

Por vezes, temos esperança de que o futuro não precisa ser tão devastador quanto o vendem. Que podemos fazer algo, bem além da separação do lixo doméstico, do uso de menos embalagens e de produtos mais sustentáveis – em todos os campos eu esse conceito pode virar verdade. E se nossas escolhas como profissionais fizesse real diferença nessa corrida contra  a degradação das cidades por conta da poluição que nos parece sem freios?
E se o revestimento de um piso de área urbana ou de fachadas por ai tivessem função bem além de embelezar  e funcionar, estética e técnica?
Pois esta é uma das tendências em revestimentos  que mais chamaram a atenção nas coleções lançadas este ano.Tecnologias realmente sustentáveis

Piso do bem
Castelatto, marca líder no segmento de pisos e revestimentos de concreto arquitetônico,  fornece pisos para a prefeitura que idealiza o projeto de revitalização do centro da cidade de São Paulo. O local escolhido para início das obras foi a rua Sete de Abril, região central com grande movimentação, que conta com áreas turísticas e importantes pólos comerciais da cidade.
Mas essa escolha vai bem além de ser estética ou funcional. O projeto de revitalização do centro urbano consiste em valorização local, aumento de acessibilidade e melhora na qualidade do ar. Estes resultados e mudanças do ar, podem ser alcançados através da utilização de peças fotocatalíticas, já que laboratórios provam a eficiência destes produtos na degradação dos NOx  proporcionando a conversão do poluente em até 40%.

Para o projeto, foram aplicados 2.500m² do piso Urbe, desenvolvido com a tecnologia Denox, que contribui com soluções para um dos problemas nos grandes centros urbanos: a poluição do ar. A grande vantagem é que nas superfícies dos produtos ocorre uma reação química fotocatalítica quando o mesmo entra em contato com a umidade do ar e luz solar, resultando na conversão dos NOx (óxidos e dióxidos de nitrogênio) em nitratos, que são elementos benéficos para natureza e servem de adubo para plantas. A tecnologia Denox é capaz de eliminar até 40% da contaminação do ar, além disso, proporciona outros benefícios, tais como propriedades bactericidas e a degradação de manchas de origem orgânicas.

A linha Urbe, modelo de piso escolhido para o projeto da rua 7 de Abril, é uma excelente solução para a arquitetura corporativa e pública. Desenvolvido para pisos de áreas urbanas, os produtos são resistentes ao tráfego intenso e indicados para calçadas, acessos, praças, estacionamentos e locais que precisam de produtos de fácil aplicação e manutenção, além de excelente custo-benefício. Os revestimentos dispensam contra piso na instalação e podem ser removidos facilmente, portanto são recomendados também para locais onde existem passagens subterrâneas de rede elétrica, fibra ótica, fios de telefonia, canos de água e esgoto, colaborando com a manutenção local. A linha Urbe apresenta peças em diversos tamanhos e formatos, por isso permitem variedades distintas de paginação e adequam-se a cada projeto arquitetônico.

Informações técnicas do projeto
Produto: Urbe DENOX
Medidas: 20x20x16cm e 20x40x16cm
Cores : 3 tonalidades de cinza

Tecnologias realmente sustentáveis

 

Melhoria total
A Eliane Técnica, nova marca da Eliane Revestimentos que desenvolve produtos e soluções integradas para grandes obras, apresentou na Revestir um dos produtos mais inovadores ligados à sustentabilidade na cerâmica mundial: o Cleantec.

A tecnologia é patenteada pela japonesa Toto, empresa que certificou todo o processo de implementação do Cleantec dentro do parque industrial do Grupo Eliane, autorizando a produção do produto no Brasil. Com exclusividade na produção em território nacional, o produto realiza um processo semelhante à fotossíntese, transformando gás carbônico em oxigênio. A tecnologia – uma camada invisível a olho nu – utiliza óxidos de metais nobres aplicados na superfície cerâmica para fachadas, paredes e pisos.

Na presença de luz natural ou artificial, uma reação química o torna autolimpante – aproveitando a água da chuva para eliminar a sujeira das fachadas -, além de retirar da atmosfera gases que provocam o efeito estufa. Testes de laboratório comprovam que uma casa de 150m² revestida com Cleantec purifica o ar em uma proporção equivalente a uma floresta do tamanho de quatro quadras de tênis (equivalente a 1000m²). A mesma casa é capaz de purificar o ar poluído gerado por 12 carros percorrendo 30 km por dia.

Em ambientes internos, além de facilitar a limpeza, o produto reduz o crescimento de bactérias, fungos e microorganismos que causam odor, mancha ou mofo, reduzindo o risco de doenças alérgicas.
“A ação inovadora do Cleantec também se torna uma grande aliada no combate às doenças. Testes que medem a efetividade contra bactérias como a E.Coli, Staphylococcus Aureus, MRSA e Influenzae mostraram resultados efetivos, com aproximadamente 100% das bactérias mortas em quatro horas”, explica a gerente da Eliane Técnica, Karina Campos.

Tecnologias realmente sustentáveis

 

Construções sustentáveis e LEED
Aliando o Cleantec à tecnologia de Fachada Ventilada, que por si só já é uma alternativa sustentável , já que auxilia na melhoria do conforto térmico das construções – o sistema torna o edifício ainda mais eficiente e com maior nível de classificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), certificação internacional que orienta e avalia o desempenho ambiental de edificações. Uma solução para construções sustentáveis que buscam minimizar os impactos causados ao meio ambiente.

“Responsabilidade ambiental é um dos pilares do Grupo Eliane e, por isto, investimos em produtos e soluções que unam estética, design, tecnologia e bem-estar. Unindo as duas tecnologias – Cleantec e Fachada Ventilada – o Grupo Eliane é capaz de oferecer uma solução ecológica-sustentável completa para obras de diferentes portes, ampliando as opções de produtos para a arquitetura verde, tão importante atualmente”, comenta o Diretor Presidente da Eliane, Edson Gaidzinski, Jr.
Com a nova fábrica dedicada ao Cleantec dentro do parque fabril do Grupo, em Cocal do Sul, Santa Catarina, a fabricação nacional da tecnologia vai facilitar a especificação do sistema para empreendimentos nacionais, com a otimização da logística e redução de custos.

O primeiro grande projeto a receber a tecnologia Cleantec será a revitalização da primeira fábrica da Toyota fora do Japão, localizada em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. O edifício irá abrigar o Centro de Pesquisas Aplicadas da Toyota.
Considerada a marca mais verde do planeta, a Toyota se destaca pelo investimento em ações sustentáveis que visam o controle do impacto ambiental, o que vem ao encontro do conceito de sustentabilidade proposto pela Eliane.